Ácido Fólico na Gestação

Se você está planejando um bebê é importante que a sua saúde esteja plena e em dia em todos os quesitos como já citamos na matéria

Essa é a grande vantagem de se programar uma gravidez onde a mulher pode ter o tempo necessário para colocar a sua saúde em dia e preparar o seu corpo para a gestação. 

O ácido fólico ou folato também conhecido como vitamina M ou B9 é uma vitamina pertencente ao complexo B necessário para a formação de proteínas estruturais, durante a síntese de DNA, RNA e para produção de novas células e é extremamente importante na gestação.

A falta de ácido fólico aumenta a possibilidade de um defeito do tubo neural do bebê. O tubo neural que tem seu desenvolvimento logo nos primeiros 28 dias de gestação é o início do sistema nervoso do embrião para a formação do cérebro e medula espinhal.

A chamada espinha bífida é uma malformação congênita do sistema nervoso central na qual as vértebras (ossos da coluna vertebral) que cercam a medula espinhal se fecham de forma incompleta. Além da espinha bífida e anencefalia (ausência parcial ou total do cérebro), há estudos e evidências que comprovam que a deficiência de ácido fólico no organismo da mãe também pode ocasionar problemas como lábio leporino e fenda palatina, cardiopatia (doença cardíaca congênita) e o risco de um parto prematuro e aborto espontâneo.  /p>

Estudos e pesquisas indicam que a ingestão de ácido fólico pelo menos um mês antes da concepção e durante os três primeiros meses de gestação reduz de modo significativo a incidência desses problemas.

Nos Estados Unidos os médicos ginecologistas recomendam uma dose diária de 0,4 mg ou 400 mcg para todas as mulheres em idade fértil independente de ter ou não intenção de engravidar a curto prazo. 

Existem muitos alimentos ricos em ácido fólico que devem fazer parte do cardápio da futura mamãe; Veja abaixo uma lista desses alimentos;

>> Vegetais de folha verde escuro tais como; espinafre, couve, brócolis, agrião, alface e escarola (Procure cozinhar os legumes e verduras somente no vapor evitando assim a perda de vitaminas);

>>  Frutas cítricas; laranja, limão, acerola, caju e outras frutas como banana, melão, morango e abacate;

>>  Legumes como; tomate, cenoura e abóbora;

>>  Feijão, lentilha;

>>  Massas, bolos e pães: atualmente as farinhas de trigo e milho são enriquecidas com ferro e ácido fólico por determinação do Ministério da Saúde;    

>>  Farinha de soja, arroz integral, farinha de centeio, aveia, gérmen de trigo; 

>>  Cogumelos;

>> Amêndoas, amendoim, avelã;

>> Mel

>> Fígado de galinha e de boi;

>> Gema de ovo

>> Carne vermelha e salmão (devem ser consumidos bem passados, assados ou cozidos durante a gestação evitando contaminação – toxoplasmose)

Embora devam fazer parte da alimentação da gestante, a vitamina fornecida através desses alimentos pode não ser suficiente e não satisfazer a necessidade diária do organismo. Por isso os suplementos são recomendados para suprir qualquer tipo de carência da vitamina.

O acido fólico é uma vitamina natural que o corpo necessita e por ser hidrossolúvel (solúvel em água) são excretados através da urina quando ingerido em excesso, eliminando qualquer risco de efeitos colaterais.

Existe várias marcas no mercado que variam de 10 a 35 Reais e ainda gestantes ou mulheres que desejam engravidar podem retirar gratuitamente nos postos públicos de saúde.  

Além das mamães, todas as pessoas devem estar atentas a qualidade da sua alimentação incluindo os alimentos acima em sua dieta.

Importante salientar que os futuros papais devem aproveitar e acompanhar a dieta alimentar da esposa a fim de cuidar também da sua saúde. Segundo estudo realizado pela Universidade da Califórnia, em Berkeley, uma dieta rica em ácido fólico pode proteger homens contra a produção de espermatozóides com anormalidades em seus cromossomos.

Os pesquisadores ainda não confirmam tal fato alertando que o estudo tenha encontrado apenas uma ligação entre uma coisa e outra e não uma relação de causa e efeito.

Veja abaixo alguns sinais e sintomas que podem indicar a carência de ácido fólico no organismo segundo a Associação Brasileira de Medicina Biomolecular.

1 – Geral – dor de cabeça

2 – Humor – apatia/ letargia/ lassitude

3 – Sistema Nervoso Central – insônia, diminuição da memória

4 – Neuro Muscular – Fraqueza muscular, fadiga/cansaço, dores nas pernas, movimentos às vezes sem coordenação (ex: objetos caem das mãos)

5 – Boca Garganta – Afta (feridas muito dolorosas na boca ou faringe)

6 – Língua – língua vermelha, lisa e dolorosa

7 – Gastro Intestinal – Falta de apetite, indigestão

8 – Intestino – tendência de intestino preso/ ressecado não funcionando diariamente ou eliminação de fezes com esforço ou dificuldade

9 – Cardio Pulmonar – Dificuldade de respirar, respiração curta

Se está apresentando 8 desses sintomas é provável que esteja com deficiência de ácido fólico.

Deixe uma resposta